Como parar de fumar: 5 dicas que podem ajudar

doenças cardiovasculares
Novo estudo reforça: atividade física reduz riscos de doenças cardiovasculares
15 de janeiro de 2018
Multiclínica Informa - Imagem Destaque
Exclusão do prestador Hugo Alberto Bracho Betancourt e Inclusão da prestadora Carolini Moreira
22 de janeiro de 2018
como parar de fumar

Como parar de fumar? Essa é uma dúvida comum entre os brasileiros. Afinal, segundo um artigo publicado pelo jornal O Globo, quase metade da população do Brasil deseja largar o vício do cigarro, mas encontra dificuldades devido à tentação provocada pelo marketing dos produtos e pela escassez de políticas públicas de apoio.

No post de hoje, você vai receber dicas de como parar de fumar. Confira!

Os males do cigarro ao organismo

O tabagismo é reconhecidamente uma doença crônica, que, segundo a Anvisa, provoca cerca de seis milhões de mortes em todo o mundo. No Brasil, mais de 200 mil óbitos anuais estão relacionados ao cigarro.

Não é nenhuma novidade que o cigarro não traz nenhum tipo de benefício à saúde. Aliás,  muito pelo contrário: o prazer obtido durante o ato de fumar traz consigo inúmeras consequências à saúde do fumante e, como vimos, pode levar à morte.

A Anvisa também ressalta que fumantes podem desenvolver doenças como tuberculose, infecções respiratórias, úlcera gastrointestinal, impotência sexual, infertilidade em homens e mulheres, osteoporose, catarata, entre outros problemas que prejudicam a qualidade de vida.

Como parar de fumar com 5 orientações

Além dos malefícios à saúde, tabagismo também traz consequências estéticas, como rugas de expressão ao redor dos olhos, mau hálito e dentes amarelados. Portanto, boas razões não faltam para combater o vício.

Mas sabemos que nem sempre é fácil.

Por isso, abaixo, listamos algumas orientações podem auxiliar o fumante a deixar o cigarro de lado. Acompanhe:

1) Faça uma lista, enumerando motivos para você continuar fumando e para largar o cigarro. Muito provavelmente, os motivos para largar serão maiores;

2) Estipule uma data próxima (no máximo nos próximos 6 meses) para deixar de fumar;

3) Evite locais com muitos fumantes. Inicialmente, estar ao redor de pessoas que fumam pode ser muito difícil. Com o passar do tempo, a pessoa se acostuma;

4) Busque apoio de familiares e amigos: assim, a luta será mais fácil;  

5) Procure auxílio médico. Alguns tratamentos podem ser decisivos para que o paciente pare de fumar.

Troque o hábito de fumar por outros hábitos saudáveis!

Parar de fumar, de fato, é uma tarefa difícil. Nos primeiros dias longe do cigarro, a vontade de fumar pode surgir em picos que, felizmente, duram poucos minutos. Assim, é preciso encontrar hábitos saudáveis para substituir a vontade repentina de fumar.

Confira, abaixo, alguns deles!

1) Exercícios físicos: os exercícios físicos ajudam a pessoa a tirar o foco do cigarro. Eles também colaboram no alívio dos sintomas da abstinência e evitam o ganho de peso, comum entre as pessoas que param de fumar. Por isso, introduzir a prática esportiva de forma gradual é um hábito saudável que pode substituir a vontade de fumar. Para que os exercícios físicos tornem-se um hábito, é importante que a atividade escolhida esteja de acordo com a preferência da pessoa.

2) Atividades relaxantes: atividades relaxantes, como a culinária, atividades manuais, jardinagem e meditação podem ser hábitos saudáveis na luta contra o tabagismo. As atividades relaxantes ajudam a diminuir o estresse e, consequentemente, evitam recaídas ao cigarro.

Então, o que achou de nossas dicas? Se elas foram úteis para você, compartilhe em suas redes sociais!


Compartilhe e deixe seu comentário abaixo!

Compartilhar523
Twittar
+1
Compartilhar
523 Compart.