Relembre o papel do médico obstetra na manutenção da saúde

Multiclínica Informa - Imagem Destaque
Exclusão do prestador Antônio Carlos Reichelt
23 de abril de 2018
sintomas de hipertensao arterial
Sintomas de hipertensão arterial: fique atento!
27 de abril de 2018
medico obstetra

O mês de abril é marcado pelo Dia do Médico Obstetra, profissional responsável por todo o processo gestacional, desde o pré-natal até o pós-parto. Pensando nisso, trouxemos um artigo que relembra a sua importante atuação na saúde da mulher e do recém-nascido.

Continue a leitura!

A atuação do médico obstetra

A gravidez é um período que traz consigo muitas expectativas e preocupações em relação aos próximos meses. Os sintomas como enjoos, a alimentação, e as expectativas em relação ao parto são questões que geram dúvidas, até mesmo para mamães de segunda ou terceira viagem. Por isso, contar com um médico obstetra é essencial nessa jornada.

O médico obstetra é responsável por cuidar do desenvolvimento do feto, além de prestar assistência à mulher durante a gravidez e no período do pós-parto (puerpério). É esse o profissional que garante a proteção à vida das mulheres e uma taxa positiva de nascimentos bem sucedidos.

Além disso, a atuação do obstetra também permite o aconselhamento feminino antes do parto, para que possíveis riscos à gravidez e a gestante possam ser identificados e sanados com antecedência.

O período gestacional traz consigo muitas dúvidas e incertezas. Por isso, além de acompanhar a saúde da mãe e do bebê, o médico obstetra trabalha como um verdadeiro conselheiro, proporcionando maior segurança para mães e pais ao longo dos nove meses.

Atuação do médico obstetra deve ir além do acompanhamento clínico

A atuação do médico obstetra ajuda a orientar a gestante quanto às modificações no seu organismo, modificações de hábitos alimentares e físicos e em relação à sua saúde. A assistência pré-natal, essencial para uma gravidez saudável, tem ajudado na diminuição das taxas de mortalidade infantil e materna em todo o mundo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que o cuidado médico antes do nascimento é uma atividade crucial para o apoio e a informação de gestantes. Segundo a organização, o atendimento deve orientar sobre um estilo de vida saudável e planejamento familiar, além do acompanhamento clínico para a detecção e prevenção de doenças.

Gestante e médico obstetra, uma relação de confiança

Para garantir um bom acompanhamento pré-natal, é indispensável escolher um obstetra adequado, que lhe acompanhe e tire as suas principais dúvidas em relação à gestação, ao parto e ao puerpério. Por isso, além de avaliar o currículo do profissional,  a gestante deve buscar um obstetra com o qual se sinta confortável e segura durante todo o período da gravidez.

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan, com o objetivo de medir os níveis de medo em relação ao parto, demonstrou que uma das principais preocupações das gestantes se deve ao medo de que seus obstetras as esqueçam no meio do período gestacional.

Segundo Lee Roosevelt, integrante da pesquisa, mulheres que possuem receios em relação ao nascimento do bebê estão mais propensas à necessidade da indução de parto, cesáreas e, até mesmo, depressão pós-parto. Nesse sentido, é indispensável contar com um médico obstetra especializado e que transmita total segurança à gestante.

Gostou de saber mais sobre a importância do médico obstetra para a saúde da gestante e do bebê? Deixe o seu comentário!

 


Compartilhe e deixe seu comentário abaixo!

Compartilhar6
Twittar
+1
Compartilhar
6 Compart.