Como evitar o aparecimento de gordura no fígado com hábitos saudáveis

02 de abril: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
2 de abril de 2019
Como conquistar uma vida saudável através da alimentação
23 de abril de 2019

A gordura no fígado é uma das condições com maior incidência entre a população brasileira. No artigo de hoje, traremos informações sobre como evitar o aparecimento de gordura no fígado através de hábitos saudáveis, que podem ser facilmente adaptados na rotina.

Siga a leitura e saiba mais!

Entenda como evitar a gordura no fígado com hábitos saudáveis

Popularmente conhecida como gordura no fígado, a esteatose hepática é uma doença que pode ter diferentes causas, como por exemplo o abuso de álcool, diabetes, sobrepeso ou obesidade, colesterol ou triglicérides elevados, utilização de corticoides, hepatites virais e outras.

Sendo assim, é possível perceber que o consumo de bebidas alcoólicas e de uma alimentação desregulada contribui fortemente para o desenvolvimento da condição. De acordo com o Hospital Sírio Libanês, em média uma em cada cinco pessoas com sobrepeso desenvolvem esteato-hepatite não alcoólica.

Desta forma, a busca por hábitos saudáveis na rotina auxilia a evitar o surgimento de gordura no fígado.

Confira abaixo algumas práticas que podem contribuir para a sua saúde:

  1. Atenção aos líquidos ingeridos: para evitar o surgimento da gordura no fígado, é muito importante que o paciente cultive o hábito de beber aproximadamente 2L de água mineral diariamente. Além disso, como a relação entre o álcool e o agravamento da saúde do fígado é grande, o consumo de bebidas alcoólicas deve ser restringido, pois pode ocasionar lesões hepáticas.
  1. Tenha uma alimentação balanceada: o paciente com gordura no fígado deve evitar o consumo excessivo de gorduras como um todo, principalmente as saturadas e trans. As gorduras saturadas são aquelas que estão presentes em produtos de origem animal como manteigas e carnes ou queijos gordos. Já as gorduras trans são modificadas industrialmente, restringindo-se mais a sorvetes e bolachas recheadas. Elas devem ser bastante restritas na alimentação, pois são ainda mais prejudiciais à saúde do que às gorduras saturadas.

3. Probióticos e fibras: estudos demonstram que o consumo associado de probióticos e fibras traz melhoras no metabolismo de gorduras. Assim, o colesterol é mais facilmente eliminado pelas fezes.

Relembre as principais causas de gordura no fígado

No post “Fique atento às principais causas de gordura no fígado”, explicamos que as causas de gordura no fígado são classificadas em alcoólicas – provocadas pelo consumo excessivo de álcool – e não alcoólicas.

Alguns dos fatores de risco para o desenvolvimento do acúmulo de gordura do fígado não alcoólica são o sobrepeso, a diabetes, a má alimentação, a perda brusca de peso, a gravidez, determinadas cirurgias e o sedentarismo. Além desses fatores, a pressão alta, resistência à insulina, níveis elevados de colesterol e triglicérides estão associados à gordura excessiva no fígado.

Então, gostou da leitura do artigo? Deixe os seus comentários abaixo!


Compartilhe e deixe seu comentário abaixo!

0 Compart.
Compartilhar
Twittar
+1
Compartilhar