O que é melasma e como funciona o tratamento? Compreenda aqui

bergamotas laranjas
Confira 4 alimentos que previnem doenças no coração e mantêm as artérias saudáveis
15 de janeiro de 2019
aplicativo smartphone multiclinica
Novo aplicativo da Multiclínica disponibiliza agendamento de consultas
22 de janeiro de 2019
mulher passando creme

 O que é melasma? Esse é um problema de saúde que surge a partir do momento que manchas escuras aparecem na pele.

Costumeiramente, elas aparecem no rosto, porém essas manchas também podem ocorrer em áreas que ficam expostas ao sol, como é o caso do colo e dos braços.

Mulheres que têm entre 20 e 50 anos estão propensas a enfrentar esse problema. Contudo, os homens também podem sofrer com ele.

Quando as manchas aparecem durante a gravidez, elas recebem o nome de cloasma gravídico.

Para conferir mais informações sobre a condição, suas causas e possibilidades de tratamento, siga a leitura.

O que é melasma e quais são suas causas?

Após entender o que é melasma, é preciso entender quais são as causas desse problema. É preciso explicar que não existe um único motivo que causa o melasma, porém ele costuma ter relação direta com a exposição solar.

Pessoas que apresentam histórico de exposição diária ou intermitente ao sol são aquelas que mais sofrem com melasma. Estimativas sugerem que até 90% das mulheres são acometidas por essas manchas – e há probabilidade maior entre aquelas com tom de pele mais escurecido.

A luz ultravioleta excita os melanócitos. É por isso que, mesmo quando a condição está controlada, pouco tempo exposto ao sol pode fazer com que as manchas voltem a aparecer. Também é por isso que os casos aumentam no verão.

O melasma pode ser igualmente causado por medicações, anticoncepcionais, hormônios da gravidez, predisposição genética e determinadas doenças.

O uso de produtos cosméticos errados para tratar a pele pode irritar e trazer piora ao quadro de melasma.

Quais são os tratamentos disponíveis para melasmas?

Os cremes que atuam clareando as manchas são muito importantes, porém a pessoa precisa fazer uso durante um longo tempo, pois só assim obterá resultados duradouros. Eles podem ser aplicados em qualquer parte do corpo, conforme orientação do médico dermatologista.

A hidroquinona geralmente pode ser usada até duas vezes por dia. Ela é indicada, pois contém um princípio ativo clareador. De todo modo, só pode ser indicada sob prescrição médica – daí a importância da consulta.  

Já o adapaleno, tretinoína e o tazaroteno são retinoides que podem ser usados em forma de gel ou creme e ajudam na redução do processo de escurecimento da pele.

Em pomada, o corticoide tópico deve ser usado por um período curto, pois ele atua diminuindo a inflamação da pele, mas pode resultar em outras manchas.

A quantidade de melanina e o escurecimento da pele também podem ser controlados por meio do uso do ácido azeláico. Por fim, os ácidos com glicólico e salicílico são igualmente eficazes, auxiliando na renovação e no clareamento da pele.

Os produtos serão usados durante o período determinado pelo médico levando em consideração a profundidade da pele afetada. Os resultados começam a aparecer de duas a quatro semanas depois que o tratamento iniciou e ele perdura até seis meses.

Este conteúdo foi útil para você? Aproveite para compartilhar em suas redes sociais!


Compartilhe e deixe seu comentário abaixo!

10 Compart.
Compartilhar10
Twittar
+1
Compartilhar